• Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • You Tube
logotipo_branco.png

PROBLEMA

RESOLVIDO

Copyright © 2019 | LIBERFLY

A LiberFly é uma startup que media soluções entre passageiros e companhias aéreas. Fundada em 2016, buscamos proteger o passageiro amparados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Código de Defesa do Consumidor.

O termo no-show significa não comparecimento. Em muitos casos, o não comparecimento no voo de ida implica no cancelamento automático da passagem de volta feito pela companhia aérea.

Imagine que você comprou passagem de ida e volta para uma reunião em São Paulo. Porém, por algum motivo, teve que viajar no dia anterior para a capital paulistana. Em muitos casos, a companhia aérea, quando percebe que o passageiro não compareceu no voo de ida, cancela ‘automaticamente’ a passagem de volta.

Para você, está tudo certo. Resolveu o que tinha que resolver em São Paulo e, na hora de embarcar para casa, descobre que sua passagem foi cancelada. Isso é o que chamamos de no-show. Outra prática abusiva das quais você tem direito à compensação financeira.

O passageiro que comprou as passagens de ida e volta, mas decidiu ir mais cedo para o destino, tem seu direito retirado mesmo tendo comprado a passagem de volta. A companhia aérea entende que o não comparecimento do passageiro no voo de ida é um cancelamento da passagem, cancelando também as conexões e a passagem de volta ‘automaticamente’.

Entretanto, prática do no-show é ilegal e ocasiona muitos problemas para o passageiro, que perdem compromissos, férias e o descanso ao ficarem no aeroporto para resolver o problema.

 

Valor adicional

 

As companhias aéreas cobram multas por não comparecimento do voo. É a taxa cobrada ao viajante que deixa de embarcar ou perde o voo sem comunicar à companhia aérea. Um dos motivos desta cobrança existir é com o objetivo de evitar que a empresa voe com o assento vazio quando poderia ter vendido a outro viajante. Por isso, é importante que o passageiro comunique com antecedência à companhia aérea, para que a aeronave voe com capacidade máxima e para dar oportunidade a outra pessoa de embarcar.

 

Cobrança

 

As companhias cobram o no-show do passageiro de acordo com o valor da sua passagem. Isso significa que quanto mais barata a passagem, maior será essa taxa. Já os bilhetes mais caros não costumam ter valor adicional, sendo mais fácil conseguir reaver o reembolso da passagem. Entretanto, a cobrança dessa multa é abusiva. Portanto, não é necessário pagar para a companhia aérea.

 

Você tem direito a indenização

 

Independente se você desistiu de realizar o voo de ida, comunicando ou não à companhia aérea, a empresa não pode cancelar sua passagem de volta. Você pagou por ela e, por isso, tem o seu direito garantido pelo Código de Defesa do Consumidor. Ao saber que sua passagem foi cancelada por no-show, você tem direito a assistência material, que envolvem comunicação, alimentação, hospedagem e, posteriormente, a indenização. Se a companhia aérea se negar a dar assistência material e a realocação ou reembolso, não se precupe. Junte todas as provas e todas as notas fiscais dos seus gastos. Isso aumenta ainda mais o valor da sua compensação financeira.